Casal Aberto

de Dario Fo e Franca Rame

Tradução de Io Appolloni

Encenação de Rui Dionísio

Com Eurico Lopes, Susana Sá

e Gonçalo de Oliveira

SINOPSE

Prémio Nobel em 1997 e autor de quase uma centena de peças, Dario Fo viveu um romance de meio século com a actriz e activista Franca Rame, sua musa, com quem assinou a co-autoria de diversos textos.

Esta comédia aborda a condição da Mulher numa Europa, jásem regimes totalitários, onde as democracias permitem a emancipação feminina e a libertação do marido enquanto seu proprietário.

A igualdade de género e as liberdades sexuais iniciam então uma revolução social sobre a cultura de costumes mais conservadora. Ainda hoje quantas vezes se justifica a violência doméstica, um crime público, dizendo: “…entre marido e mulher, não se mete a colher.”?

FICHA ARTÍSTICA

 

TRADUÇÃO

Io Appolloni

INTERPRETAÇÃO

Eurico Lopes, Gonçalo de

Oliveura e Susana Sá

ENCENAÇÃO

Rui Dionísio

VOZ, DICÇÃO E APOIO À

DRAMATURGIA

Luís Madureira

CENOGRAFIA E FIGURINOS

Ana Paula Rocha

MONTAGEM E CARPINTARIA DE CENA

José Teles

ILUMINAÇÃO E SONOPLASTIA

Vladimiro Cruz

GESTÃO ADMINISTRATIVA

E FINANCEIRA

Eduarda Oliveira

PÚBLICO E ACOLHIMENTO

Ana Rita Matos

TEXTOS E IMPRENSA

Mário Rui Freitas

GRAFISMO

Armando Vale

FOTOGRAFIA

Luana Ribeiro

CONTABILIDADE

José Diogo Associados